SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

Com as Operações Physike e Tolerância Zero, o Sistema de Segurança já fiscalizou 1.312 estabelecimentos, dos quais sete foram advertidos

Desde o último dia 06 de dezembro, o Decreto Estadual 2.044/2021 determinou que restaurantes, academias, cinemas, teatros, bares e similares exijam os comprovantes de vacinação contra a Covid-19 de seus frequentadores. A ação faz parte da estratégia do governo do Estado para incentivar a vacinação no Pará. Desde então, a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) faz operações para fiscalizar os estabelecimentos e garantir o cumprimento do decreto. 

"O momento atual exige a comprovação vacinal, e pedimos a colaboração da população. Não são fiscalizações novas; já eram feitas antes, diante dos protocolos. Há medidas previstas em caso de descumprimento. Então, a gente pede que as pessoas sigam atentas em cumprir as exigências", reforça o titular da Segup, Ualame Machado.  

Desde a instituição da Política Estadual de Incentivo à Vacinação contra a Covid-19, agentes de segurança pública fiscalizam estabelecimentos diuturnamente, por meio das Operações Physike e Tolerância Zero. Já foram fiscalizados 1.312 estabelecimentos, dos quais sete foram advertidos. As operações são realizadas pelos órgãos integrados de Segurança Pública, tanto na esfera estadual quanto municipal.

Sanções - Em caso de desobediência às normas determinadas haverá, de forma progressiva, advertência; multa diária de até R$ 50 mil para pessoas jurídicas, duplicada a cada reincidência, e R$ 150,00 para pessoas físicas, Microempreendedor Individual (MEI), Microempresa (ME) e Empresa de Pequeno Porte (EPP). Também há possibilidade de embargo ou interdição do estabelecimento que descumprir as novas exigências.

Até esta terça-feira (14 de dezembro), o Vacinômetro Pará apontava a seguinte cobertura vacinal contra a Covid-19 no Estado: 1ª dose: 5.473.698 pessoas (73,29% da população); 2ª dose: 4.171.384 (55,85%) e 3ª dose: 360.398 (4,83%)

Por Carol Menezes (SECOM)

 

Veja Também