SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

Referência em aviação de segurança pública no norte do país, Graesp atende todas as regiões do Pará

Desde 2004, quando foi criado o Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), o Pará tem vivenciado o crescimento do uso da aviação na segurança pública e, nos últimos anos, a consolidação do grupamento como referência na região Norte e no restante do país. Nesta quarta-feira (22), o Graesp festeja seus 17 anos de atuação fundamentais nas áreas da segurança, do meio ambiente e da saúde no estado.

O Graesp mobiliza hoje um efetivo com mais de 100 profissionais, entre pilotos, mecânicos, apoio de solo e administrativo, cedidos pelos órgãos de Segurança Pública como Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. O grupamento atualmente possui 14 aeronaves, sendo 6 helicópteros e 8 de aviões que são utilizados em operações da segurança pública, apoio aeromédico e ações ambientais. 

Quando iniciou, em 2004, à época Grupamento Aéreo (Graer), o grupamento voava em média 340 horas por ano, e aos poucos foi possível ampliar esse dado em 1.000%, como explica o diretor do Graesp, coronel Armando Gonçalves. 

“Nos últimos três anos, com a duplicação da frota, nós alcançamos a marca de 9 mil horas de voo. O apoio aeromédico, as ações ambientais e o transporte de vacinas têm sido algumas das principais ações desenvolvidas”, aponta.

Segundo o diretor, no que diz respeito às vacinas, o Graesp já realizou quase 1.000 horas de voo em para logística no interior o que demandou aumento dos protocolos de segurança aérea. “Realizamos a revisão de quatro motores por eles terem alcançado 3.600 horas de voo, e nisto podemos confirmar a alta demanda, que por questão de segurança, nos levaram a revisar esses equipamentos”, destaca.

Para o secretário adjunto de Políticas de Saúde, Sipriano Ferraz, prontidão é a palavra que define o Graesp. “Tive a oportunidade de guerrear na linha de frente de combate à Covid-19 com a equipe do Graesp e posso afirmar que toda estratégia logística desenvolvida pelo Grupamento foi de fundamental importância para o sucesso das nossas ações de enfrentamento à pandemia”.

Ele acrescenta: “Hoje o Pará está entre os estados com menor número de óbitos por Covid-19 por milhão de habitantes, resultado vitorioso de um trabalho em equipe, que teve o Graesp como peça fundamental. Parabéns a todos que atuam no grupamento”.

 

Referência

Parâmetro na região Norte, o Graesp chega ao nível dos grupamentos de São Paulo e Rio de Janeiro, que detêm as maiores frotas do país. “Apesar dos números, realizamos mais horas de voo por ano que o estado de São Paulo, ao ponto de transmitirmos a expertise que possuímos e com tendência para aumentar”, enfatiza o diretor. 

Baseado no tripé da aviação em segurança pública: manutenção, qualificação e tecnologia, o Graesp reforça o empenho em continuar sua missão de atuar incansavelmente para contribuir com as ações integradas pelas forças e Segurança Pública do Pará. 

“Fizemos recentemente a requalificação de todos os nossos pilotos e dos mecânicos, seguindo o tripé da aviação da segurança pública. E quem ganha com isso é a sociedade, melhoramos nosso atendimento, por exemplo, no Oeste, na Calha Norte e em todos os municípios do Marajó, fazendo as pessoas serem atendidas com agilidade, seja no transporte de insumos ou para atendimento médico”, salienta coronel Armando.

Expansão

Além da sua frota, o Graesp também ampliou em infraestrutura com uma base nova entregue pelo Governo do Estado no município de Santarém, região do Baixo Amazonas, e na aquisição de um caminhão-tanque com capacidade para armazenar 10 mil litros de combustível. 

Ainda assim, segundo o secretário de Segurança Pública, Ualame Machado, a previsão é que no início de 2022 ocorra a entrega de mais uma base em Marabá e ao longo do próximo ano a aquisição de mais duas aeronaves, expandindo os serviços aéreos.

“O Grupamento Aéreo tem uma importância fundamental, em especial no estado gigantesco como o Pará onde exerce função de segurança pública, mas também de transporte de doentes, transporte de vacinas, medicamentos, em especial no momento de pandemia que vivemos. Com 50% da sua frota aumentada no último ano, sem custo adicional para o Estado, nós continuamos investindo e melhorando cada vez mais o serviço que é essencial para nos fazer presente em todo o Pará”, destacou.

 

Estrutura

Em todo o Pará, o Graesp abastece as cinco principais regionais de Segurança Pública, localizadas em Belém, Altamira, Santarém, Marabá e Redenção. Destas, Belém e Santarém dispõem de uma base operacional estruturada. 

O Graesp é formado por 101 servidores das polícias Militar e Civil, além do Corpo de Bombeiros Militar. Os agentes atuam, principalmente, nas funções de piloto, mecânico de aeronave e gestor administrativo.

Por André Macedo (Ascom/Segup)

 

Veja Também