Início » Projeto “Amigos do Ciop” vai combater trotes e poluição sonora no Pará

Projeto “Amigos do Ciop” vai combater trotes e poluição sonora no Pará

Com o objetivo de coibir ligações falsas ao serviço de atendimento de urgência e emergência 190, que media ocorrências da população com os órgãos da segurança, a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio do Centro Integrado de Operações (Ciop), lançou nesta sexta-feira (26), no Espaço São José Liberto, o projeto “Amigos do Ciop”.

Na solenidade, 60 crianças e adolescentes, que foram capacitadas para combater os trotes à Central de Atendimento, receberam certificação de “Amigos do Ciop”. Eles atuarão como multiplicadores no combate a esse crime. O evento contou com a participação de autoridades das polícias Civil e Militar, Guarda Municipal de Belém e Corpo de Bombeiros.

Para o secretário de segurança pública, Ualame Machado, o projeto é de extrema importância para a segurança de toda a população. “Mais de 10% das ocorrências que chegam ao Ciop são trotes, isso significa que de cada dez atendentes, um está atendendo a trote. Além do custo que isso representa para o Sistema de Segurança, é a algo que coloca em risco a vida de todos nós, inclusive de quem esta ligando, pois a partir do momento que deslocamos ou que recebemos o acionamento de 400 ligações falsas por dia, são 400 chamados reais que podemos estar deixando de ser atendidos como de um roubo, uma lesão corporal ou um acidente. Por isso esse projeto é tão importante para toda a comunidade”, avaliou.

No último ano, o Ciop atendeu a 1.346.589 chamadas, somente na Região Metropolitana de Belém, dentre essas chamadas 141.977 foram trotes, o que representa uma média de 12 mil trotes por mês e aproximadamente 400 ligações falsas por dia.

De acordo com o diretor do Ciop, Cel. PM Luiz Carlos Rayol, após levantamento foi identificado que a maioria dos responsáveis pelos trotes são crianças e adolescentes. “O projeto foi pensado de forma a trazer esse público para ser parceiro do ciop, porque detectado que o grande público que pratica o trote são crianças e adolescentes. Então esse projeto pretende conscientizar, por meio de palestras e com visitas ao centro operacional do Ciop, onde eles terão o conhecimento do trabalho e da importância do que fazemos, para que seja criado um senso de responsabilidade e que eles também sejam os multiplicadores dessa ideia”, explicou.