SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

Após a aprovação pelo Ministério da Saúde do plano elaborado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para o retorno de 30% do público aos estádios nos jogos do Campeonato Brasileiro, a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) convocou dirigentes de clubes da Federação Paraense de Futebol (FPF) para discutir o assunto.

Durante a reunião, ocorrida nesta sexta-feira (25), no plenário da Segup, o vice-presidente da FPF, Paulo Romano, apresentou uma minuta dos protocolos de segurança, que será concluída e encaminhada à apreciação e aprovação da CBF, incluindo desde a venda de ingressos até a dispersão do público após os jogos. “Nós construímos essa minuta levando em consideração todas as ações que envolvem o evento do jogo. Nosso papel após dialogar com os agentes de segurança é encaminhar à CBF para apreciação, e aguardarmos o retorno”, informou Paulo Romano.

Medidas de prevenção – Entre as novas medidas que deverão ser colocadas em prática para evitar o contágio pelo novo coronavírus, além da liberação de 30% da capacidade dos estádios, está a venda de ingressos pela internet ou no modelo drive thru, preferencialmente. Antes da partida, deverá ocorrer a higienização de todos os ambientes com solução de água sanitária, e quando os portões estiverem abertos a aferição da temperatura dos torcedores com termômetro de infravermelho (os responsáveis deverão utilizar máscaras, protetores faciais de uso individual, aventais descartáveis e luvas). 

Na área interna do estádio o uso obrigatório de máscara permanece. Os assentos serão demarcados, ficando um disponível ao público e dois vazios, em degraus alternados. Os alimentos comercializados na área interna deverão ser embalados e em todos os ambientes deve haver recipientes contendo álcool em gel 70% e pias com água, sabonete e papel descartável. A presença de vendedores ambulantes no anel viário do estádio não será permitida, a fim de evitar aglomeração.

O coronel Alexandre Mascarenhas, que responde pela Secretaria Adjunta de Operações da Segup, conduziu a reunião ressaltando a necessidade de manter os protocolos de saúde aos agentes de segurança pública que trabalharão nos dias de jogos, assim como já ocorre nas partidas sem a presença do público. “O que nós pontuamos que seja incluído na minuta que será enviada à CBF é que todos os agentes de segurança pública envolvidos no evento possam, além de responder ao questionário epidemiológico e ter a temperatura verificada, ser testados, para assim garantir também a proteção das pessoas que irão se dirigir até o estádio e dos demais agentes, pois é preciso lembrar que ainda vivemos uma pandemia”, destacou.

Re x Pa - O primeiro jogo pela série C do “Brasileirão” será no próximo dia 3 de outubro (sábado), entre os clubes do Remo e Paysandu, no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, às 19 h, na nona rodada do grupo A. O clássico Re x Pa não deverá contar com a presença da torcida. 

“O RexPa será daqui a nove dias. É um tempo muito exíguo para que a CBF pudesse analisar o protocolo de segurança, o documento retornasse e o sistema de segurança pudesse fazer o planejamento para que os torcedores voltassem com proteção a assistir às partidas de futebol aqui no Pará. Entre as novas medidas para que possamos garantir isso está o fato de as cadeiras serem numeradas e os torcedores deverão respeitar, para que tomem assento e possam assistir aos jogos, assim como deve ter os espaços para a higienização, tudo isso para evitar a proliferação da Covid-19”, acrescentou o coronel Alexandre Mascarenhas.

Por Aline Saavedra

 

Veja Também