SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

A Operação Enem 2021, coordenada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) e pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), já está sendo executada para dar apoio na realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio 2021 em todo o Estado. Os agentes das forças de segurança pública estarão mobilizados para colaborar com a logística na segurança da distribuição das provas nas duas fases do certame nacional, que ocorrerá nos dias 21 e 28 de novembro.

O Pará concentra a maior quantidade de inscritos para a realização das provas, somando o total de 167.649 alunos. Será realizado também o Enem digital que conta com 410 pessoas inscritas no Estado, com aplicação de provas nos municípios de Belém e Santarém. 

No total, 5.685 agentes de segurança estão envolvidos nas ações de segurança e logística das provas. A operação envolve, de forma integrada, representantes de diversas instituições, como Correios, Exército, Polícias Civil e Militar, Grupamento Aéreo e Fluvial da Segup, Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Guardas Municipais, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Equatorial (concessionária de energia elétrica) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que realiza o certame. 

“Desde outubro, nossas equipes de segurança já se mobilizam para a chegada das provas para garantir a segurança através da escolta da polícia militar, responsável por acompanhar passo a passo cada momento e cada deslocamento desses malotes até os locais de realização do Exame. É também a preocupação de todo o sistema e, para que no dia da prova seja dado o máximo de segurança possível, seja no deslocamento de casa para o local de realização de prova como também nos locais onde elas serão realizadas, assim como no entorno para que tudo aconteça da melhor forma possível e conseguirmos atingir êxito na operação Enem deste ano”, destacou o secretário Adjunto de Gestão Operacional da Segué, coronel Alexandre Mascarenhas.

Nesta sexta-feira (19), o Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) fará o transporte das provas para a cidade de Anajás, no arquipélago do Marajó. A viagem até o local é feita somente de barco e tem duração de dois dias. Pela via aérea, o traslado ocorrerá em apenas uma hora. 

Nos dias das provas, as ações iniciarão às 6h com a escolta das provas pela Polícia Militar e no deslocamento dos malotes até os mais de 753 locais de prova, distribuídos em 77 municípios paraenses onde o Exame será aplicado.

“São 77 municípios, o que representa mais da metade dos municípios paraenses, o que torna um desafio para nós da segurança, principalmente pela importância  para a sociedade paraense, especialmente, para os jovens cidadãos que estão na fase estudantil e que têm esse sonho de passar no ENEM, de poder entrar em uma universidade”, reforçou o secretário Alexandre Mascarenhas.

Regionais – A segurança pública irá implementar, mais uma vez, os Centros Integrados de Comando e Controle Regionais (CICCR), nos municípios de Marabá, Capanema, Castanhal, Soure, Breves, Paragominas, Tucuruí, Redenção, São Félix Xingu, Santarém, Itaituba, Abaetetuba e Altamira. As unidades serão coordenadas pelo Centro Integrado de Comando e Controle da Capital, que irá abranger também, toda a Região Metropolitana de Belém (RMB). 

As informações acerca dos transportes das provas, bem como, o início e finalização da mesma serão repassadas ao Centro Integrado de Comando e Controle Nacional, no Distrito Federal (DF), por meio do Sistema Córtex. Os Centros funcionarão nos dois dias das provas.

Em Belém, o CICC funcionará no novo espaço localizado na Avenida Almirante Barroso, antigo prédio da Funtelpa. “O Centro Integrado de Comando e Controle Estadual vai funcionar aqui na capital do Estado e paralelamente nós vamos ter mais 13 Centros Integrados de Comando e Controle Regionais que vão ser ativados nas sedes das 13 regionais que são as maiores e que comportam os municípios mais extensos do interior do estado. O papel dele é justamente agregar no mesmo lugar os representantes de todas as instituições envolvidas na operação para que as tomadas de decisões sejam bem precisas e céleres, a fim de que, possamos atender qualquer tipo de demanda de segurança pública que possa vir a acontecer no dia da operação”, pontou Alexandre Mascarenhas.

Vídeomonitoramento - No dia do Exame, a movimentação nos locais de provas contará com o monitoramento eletrônico de mais de 353 câmeras instaladas na Região Metropolitana de Belém e também no interior do Estado. A previsão de término é até às 22h, depois da coleta das provas e do direcionamento para o local de correção, no estado de São Paulo.

De acordo com a delegada Adjunta da Policia Civil, Daniela de Oliveira Santos, a atuação da Polícia civil nos interiores e na Capital acontece com o objetivo de evitar ações criminosas durante a realização do certame. “No interior do estado a atuação da Policia Civil é mais pulverizada, especialmente onde a Polícia Federal não atua, neste caso, atuamos em conjunto com a Policia judiciária, especialmente, nas situações onde possam envolver situações criminosas, tanto relacionadas ao certame quanto ao entorno, e que venha de alguma forma prejudicar a segurança da realização do Enem”, falou.

Haverá aplicação do Exame em 77 municípios do Estado. Na Capital, a segurança nas escolas do município ficará a cargo da Guarda Municipal de Belém. Nas escolas estaduais e particulares, em Belém e no interior, a segurança será de responsabilidade da Polícia Militar. 

“Esse traslado é feito de forma aérea, fluvial e terrestre. Essa é uma operação longa que inicia em outubro e finaliza em janeiro, além de garantir a presença do policiamento ostensivo para garantir  a segurança de todos”, disse o Departamento Geral de Operações da Polícia Militar do Pará Pedro Santos

O Corpo de Bombeiros também integra a operação e estará presente na Capital, bem como no interior do estado, como destacou o Comandante Operacional do Corpo de Bombeiros, coronel Silva Júnior.

O Corpo de Bombeiros também atuará de forma integrada com os demais órgãos, tanto nas unidades de Belém e no interior onde nós possuímos sede, pois caso haja necessidade  de deslocamento para outros municípios estaremos aptos a dar suporte para qualquer ocorrência” disse o coronel Silva Júnior

Logística - Os malotes com as provas do Enem já chegaram ao Pará e foram imediatamente distribuídos para os quatro centros regionais do interior, nos municípios de Marabá, Santarém, Altamira e Itaituba. O Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu) dará apoio na segurança e fiscalização dos portos para garantir uma chegada tranquila aos alunos que se deslocarão das regiões ribeirinhas para prestarem o Exame na capital, Belém.

Por Walena Lopes

 

 

Veja Também