SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

Segup apresenta balanço do trabalho feito durante as férias com expressivas quedas nas ocorrências

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) apresentou, na tarde desta quarta-feira (5), o balanço final da operação “Verão Seguro: saúde, segurança e responsabilidade por todo o Pará”, que abrangeu, de forma integrada, cerca de 40 localidades do Estado, com o objetivo de garantir a segurança dos veranistas e o respeito às regras de prevenção contra o novo coronavírus em praias e balneários no período das férias de julho.

No balanço da operação, foi observada maior movimentação para o interior do Estado, além da efetividade nas prevenção e nas reduções dos índices da criminalidade em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados foram consolidados pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), vinculada à Segup.

Houve redução de 21% nos Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI) e de 48% e 33%, respectivamente, nos registros de furto e roubo em relação ao mesmo período de 2019. Foram registrados 94 crimes violentos cometidos este ano, contra 119 no ano passado. O número de furtos foi de 5.002, em 2019, e 2.552 este ano; e os roubos chegaram a 3,3 mil no ano passado e caíram para 2.183 este ano.

“Na Operação Verão, tivemos, na verdade, seis fins de semana, desde o final de junho até início de agosto, monitorados pelo sistema de segurança pública, atuando em 40 balneários, com 3,5 mil agentes da segurança pública, em centros de comando e controle estabelecidos nos principais balneários. Os resultados foram a queda em todos os números de criminalidade, o que nos permitiu ter um verão mais tranquilo em relação aos anteriores”, destacou o secretário de Segurança Pública, Ualame Machado.

Este ano, segundo ele, o Sistema de Segurança teve uma tarefa a mais, “que foi a de cuidar da saúde das pessoas, dando orientações nos balneários de acordo com os decretos de cada município, em combate à pandemia da Covid-19”.

Na Região Metropolitana de Belém (RMB), a Polícia Militar promoveu a Operação Visibilidade, com reforço do policiamento ostensivo e preventivo em pontos estratégicos nos grandes corredores urbanos. Segundo a Siac, na RMB a redução foi 46% nos CVLI (28 registros em 2019 e 15 em 2020), 50% nos furtos (2.211 ano em 2019 e 1.090 este ano) e 36% dos casos de roubos (1.884 em 2019 e 1.202 em 2020).

Produtividade - Entre as ações nas localidades que receberam o reforço da Operação Verão, destacam-se a fiscalização de 3.327 bares e similares e a abordagem de 97.983 pessoas, com 913 prisões feitas pela Polícia Militar. Todos os detidos vão responder a Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO).

A Polícia Civil fiscalizou 1.145 estabelecimentos e 362 veículos por poluição sonora e fechou 189 estabelecimentos. Para o delegado-geral em exercício, Renan Souza, a atuação integrada do sistema de segurança foi de fundamental importância para evitar maiores  ocorrências.

“Destacamos a atuação da segurança pública, ordenada, integrada e ágil, com assertividade, em especial no município de Salinas, onde fizemos em conjunto a retirada dos veranistas da praia do Atalaia. Não registramos nenhum boletim de ocorrência de banhistas tentando descumprir o decreto. Essa ação operacional resultou em algo positivo à sociedade, a paz social, que é o nosso objetivo”, frisou.

Atendimentos - O Corpo de Bombeiros orientou 33.274 pessoas, fez 608 atendimentos pré-hospitalares e encontrou 35 crianças perdidas. O chefe de Operações do Corpo de Bombeiros, coronel Reginaldo Pinheiro, destacou a atuação da corporação, em especial, nos atendimentos feitos nas rodovias e na atuação no enfrentamento à pandemia.

“O Corpo de Bombeiros como órgão integrante do Sistema de Segurança Pública, atuou de forma preventiva, sobretudo, na execução do decreto instituído, tanto pelo governo do Estado quanto pelo dos municípios. De forma integrada atuamos na proteção das pessoas, que é um dos nossos principais objetivos. Distribuímos ao longo da BR-316 unidades de resgate, veículos de busca e salvamento, para que, caso houvesse uma intervenção, o Corpo de Bombeiros estivesse presente e agindo de forma definitiva para preservar vidas” ressaltou.

O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) fez 1.419 autuações por excesso de velocidade nas rodovias do Estado e recuperou 23 veículos com registro de roubo e furto. Foram autuados, ainda, 441 condutores por dirigir sobre influencia de álcool. Para o diretor do Detran, Marcelo Guedes, as ações de educação no trânsito foram a principal ferramenta usada para evitar e prevenir acidentes.

“A atuação da segurança pública nesse verão foi muito exitosa. Trabalhamos fortemente na educação e conscientização do trânsito, especialmente, nos municípios de Salinas, Mosqueiro, Marabá e Santarém. O trabalho integrado permitiu que pudéssemos agir estrategicamente, de forma eficaz, na fiscalização do trânsito, com isso diminuindo as infrações, evitando acidentes e orientando a população”, afiançou o diretor.

Aparato - O Centro de Perícias Científicas Renato Chaves fez 4.897 exames periciais e 454 procedimentos de perícias durante a Operação Verão 2020. Este ano o CPC Renato Chaves atuou de forma diferenciada. “É obrigação e dever do CPC Renato Chaves se mostrar presente em todos os balneários onde ocorreu a Operação Verão. Este ano tivemos mais um diferencial, que foi o deslocamento das equipes de remoção para aliviar o sofrimento de várias pessoas que antigamente ficavam esperando a remoção de Castanhal”, destacou o diretor do Centro de Perícias, Celso Mascarenhas.

“Hoje temos uma remoção em Salinópolis, e iremos estender para os demais balneários. Atendemos todas as perícias solicitadas pela Polícia Civil e demos um apoio muito substancial à Operação da Amazônia Viva, na qual também deslocamos peritos para os crimes ambientais. O CPC, no mês de julho, se manteve presente sem deixar de atender a demanda da Região Metropolitana de Belém”, explicou.

A Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) fez, durante o mês de julho, 14 revistas nas unidades prisionais do Estado. Foram apreendidos 974 materiais ilícitos e houve cinco fugas. O secretário adjunto de Administração Penitenciária, coronel PM Arthur Moraes, destacou as inaugurações feitas pelo sistema, no mês de julho, para desafogar o sistema penitenciário do Estado.

“Tivemos duas importantes inaugurações, abrindo vagas no sistema prisional. Uma foi em Redenção, no presídio novo, com 306 vagas, e a outra em Americano, que chamamos de Americano 5, com 432 vagas. Isso dá mais conforto e qualidade para o encarceramento, mas, principalmente, podemos cobrar dos internos o que temos feito com disciplina, respeito, dignidade e também lhes dando condições de educar, trabalhar, de cumprir a pena conforme manda a lei”, reforçou o secretário.

A Operação Verão 2020 contou com efetivo de 3.546 agentes de segurança, 319 viaturas (de duas e quatro rodas), 50 viaturas (entre auto-rápido, auto-busca salvamento e unidades de resgate do Corpo de Bombeiros, sete ônibus, 56 embarcações, seis quadriciclos, três aeronaves, um caminhão e uma delegacia móvel).

Neste ano, a operação atuou ainda nas ações de fiscalização e monitoramento para evitar aglomerações em cumprimento aos decretos municipais, no intuito de evitar a proliferação do novo coronavírus. As restrições foram estabelecidas pelos próprios municípios e as forças de segurança do Estado atuaram no auxílio e orientação aos veranistas. As ações ocorreram ao longo de seis fins de semana consecutivos, do dia 26 de julho à última segunda-feira (3).

Por Walena Lopes

 

Veja Também