SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

  A força-tarefa vai fazer cumprir o decreto governamental, que está entre as medidas de prevenção ao novo Coronavírus

No primeiro fim de semana após o decreto estadual que estabelece o fechamento de bares, casas de shows, boate e similares para prevenção à Covid-19, os órgãos de segurança pública estão nas ruas para garantir que a medida seja cumprida e a população fique mais protegida. O Decreto Estadual n° 609/2020 é uma das decisões tomadas pelo Governo do Pará para zelar pela saúde da população, evitando que o novo Coronavírus se alastre pelo Estado. Dois casos da doença já foram confirmados em território paraense.

As rondas policiais com esse objetivo foram iniciadas na sexta-feira (20) e continuarão nas principais ruas da capital paraense e demais municípios da Região Metropolitana de Belém. Agentes das polícias Militar e Civil compõem a força-tarefa.

Até as 19 h deste sábado (21), foram recebidas 122 denúncias de estabelecimentos que estariam abertos, desobedecendo à determinação do governo estadual. As denúncias foram feitas ao Centro Integrado de Operações (Ciop), vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), e todas averiguadas pelas forças de segurança. Nos casos confirmados, os estabelecimentos foram fechados.

Intervenção - O secretário adjunto de Operações da Segup, Rômulo Rodovalho, disse que todos devem ter consciência da gravidade da situação vivida no planeta, e pediu às pessoas que cumpram o decreto governamental. Em caso de desobediência, o sistema de segurança está pronto para realizar a intervenção. "É necessário que se cumpra o decreto para que a gente evite a aglomeração de pessoas nesses estabelecimentos. A pandemia do Coronavírus é uma realidade no mundo, e nós temos que fazer a nossa parte. Temos que contribuir para não deixar que essa doença avance sobre a nossa sociedade. Nós pedimos a colaboração de todos os proprietários para que cumpram o decreto e fechem seus estabelecimentos. Caso isso não aconteça voluntariamente, nós estamos sendo acionados, via Ciop, e as polícias estão nas ruas para, se for necessário, fazer o fechamento do local", ressaltou Rômulo Rodovalho.

Agentes do Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu), subordinado à Segup, e da Companhia de Polícia Fluvial (Cipflu) também realizaram, neste sábado, rondas em ilhas próximas à capital paraense, a fim de coibir aglomeração. As rondas ocorrerão diariamente, sendo reforçadas  de segunda a sexta-feira, por equipes da Delegacia Fluvial.

Por Aline Saavedra 

 

Veja Também