SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

Garantir diversão com responsabilidade e em locais que se preocupam em zelar pelo bem-estar dos frequentadores. Esses foram alguns dos objetivos da Operação Combu IV coordenada pelo Grupamento Fluvial (GFLu), vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) com a participação dos órgãos de segurança do Estado, Município e da União. A Operação foi deflagrada na manhã deste domingo, 26, e faz parte de um conjunto de ações que vêm sendo realizada há mais de 10 dias. 

Agentes das polícias Militar e Civil, Guarda Municipal e da Marinha fiscalizaram os estabelecimentos garantindo que apenas os que estão com todas as documentações necessárias em dia pudessem funcionar. Por parte da Marinha, eram vistoriadas as documentações das embarcações e se houvesse algum indício, o condutor poderia fazer o teste do etilômetro. 

Em toda a ilha existem 33 bares e restaurantes, desses, nove ainda estão com a documentação pendente e não podem abrir as portas para receber clientes. No último sábado e domingo apenas quatro estavam aptos a funcionar. Todos foram orientados ao processo que deve ser feito para a legalização que inclui, em especial, a vistoria dos corpos de bombeiros que avalia se o local tem extintores de incêndio e obedece todas as normas de segurança, por exemplo. 

"Durante a semana, os órgãos que integram o sistema de fiscalização trabalharam diuturnamente na regularização dos estabelecimentos visando a segurança. Hoje nós podemos perceber a conscientização muito grande da população que tem apoiado a ação, dos proprietários que estão buscando se regularizar e de modo que hoje a maioria já está funcionando e o mais importante, de forma segura", destacou o diretor do GFLu, Delegado Arthur Braga. 

Célia Barreto optou em passar o domingo com a família na ilha e aprovou a ação. "É muito importante saber que está tendo essa fiscalização. Agora, sabendo que estamos frequentando um lugar que cumpre com as normas exigidas, de fato ficamos mais tranquilos", afirmou. 

A fiscalização permanecerá durante a semana e se intensificará até o próximo final de semana a fim de garantir a segurança na ilha e a abertura somente dos locais aptos a receber veranistas.

Por Aline Saavedra

 

Veja Também