SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

Publicado em 13/09/2021
Vida profissional se confunde com a criação do Grupamento 


Uma vida dedicada a salvar e proteger vidas estando nas alturas. Assim se resume a carreira dos policiais militares sargento Renato e do sub Tenente Elenilson Mamoré. Em uma vida dedicada e que se confunde com a história de criação do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), os dois encerraram as suas missões como operadores aerotáticos no último dia 10, e foram homenageados por amigos de profissão.



Atuando há exatamente 18 anos, mesmo tempo de criação do Graesp, Renato relembra que não era o seu plano ingressar no Grupamento, mas que sente que foi escolhido para desenvolver essa missão. “Já são 18 anos de Grupamento Aéreo, sendo pioneiros aqui (no Estado). São muitas as lembranças, tanto em ocorrências envolvendo pessoas da sociedade, que precisavam de um apoio, como lembranças também de humanidade, de carisma, por onde nós passamos por todos os interiores aqui do Pará, prestando apoio à sociedade. Lembranças essas que ficaram marcadas na nossa vida”, lembrou o sargento.

São inúmeras as missões realizadas pelos agentes de segurança pública que compõem o Graesp, desde a patrulhamento policial, proteção em áreas de balneários e estradas, além de combate à incêndio florestal e transporte de pacientes, vacinas e insumos medicamentosos.


Dos 30 anos servidos à Polícia Militar do Pará, 10 deles foram dedicados ao Graesp e vividos de forma intensa, como recorda o subtenente Elenilson da Silva. “Foram várias missões de cunho operacional e em defesa da sociedade. Uma delas, que me marcou bastante foi o resgate de bombeiros e civis numa clareira, na Serra do Carajás, em que a gente teve que descer lá, fazer um rapel e extrair essas pessoas de lá que estavam já debilitadas, que estavam já com fome, sede, e que poderiam ali servir de comida para animais peçonhentos e animais ferozes que tem na região”, relatou acrescentando que “o sentimento é de dever cumprido”, enfatizou.

Para marcar a conclusão de um ciclo, uma despedida foi feita pelos colegas que atuam no Graesp. “Nós nos sentimos lisonjeados de ter do lado pessoas que fazem história e que carregam consigo uma vasta experiencia. Aqui o nosso agradecimento pelos serviços prestados durante todos esses anos no Graesp”, pontuou o diretor do Grupamento, Coronel Armando Gonçalves.

Por Aline Saavedra

 

Veja Também