SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

 

Funcionando a todo vapor, o Centro Integrado de Comando e Controle, vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará  (Segup), recebeu neste sábado (9), a visita do governador do Estado, Helder Barbalho, que acompanhou de perto as atividades desenvolvidas no local. Ao lado da primeira-dama, Daniela Barbalho, dos gestores da pasta de segurança e representantes das instituições parceiras, o chefe do executivo visitou o prédio que deverá ser entregue ainda no mês de outubro à população. 

O Centro está funcionando tendo como evento-teste o Círio de Nossa Senhora de Nazaré, uma das maiores manifestações religiosas do mundo. Mais de 15 representantes do Sistema Integrado de Segurança Pública e órgãos parceiros, como a Guarda Municipal de Belém e Cruz Vermelha, por exemplo, estão atuando para garantir uma maior segurança para aqueles que, de alguma maneira, vivenciam este momento da fé católica. O Prédio do CICC está localizado na Avenida Almirante Barroso, 735.

“Este é certamente um equipamento absolutamente extraordinário que permite com que haja uma integração de todos os órgãos de segurança, seja estadual, federal, municipal, para que de maneira integrada nós possamos nos fortalecer no combate à criminalidade, na proteção às pessoas, no monitoramento de eventos da magnitude do Círio de Nossa Senhora de Nazaré”, afirmou o governador Helder Barbalho, ressaltando a utilização de diversas tecnologias a fim de somar com as ações já realizadas pelas forças policiais. “O centro está ficando pronto com o emprego de ferramentas de tecnologia que fortalecem o combate ao crime e a redução da violência trazendo paz para a população”, complementou.

Tecnologia - No local, há um videowall de 24 metros quadrados que possibilita uma visualização maior e melhor de todo o cenário. O Monitoramento que é realizado do evento-teste conta com câmeras de reconhecimento de placa veiculares, câmeras corporais (body cans) e radiocomunicação digital, por exemplo, proporcionando maior eficácia dos órgãos de segurança. No percurso que em outros anos seria realizado a Trasladação, 20 câmeras transmitem em tempo real as imagens para o CICC.

"Estamos fazendo um evento teste do equipamento para que a gente possa entregar ele 100% funcionando à população. Então, o teste está sendo lançado nesse espaço e tudo vem funcionando muito bem e certamente em breve nós entregaremos todo o equipamento à população paraense”, frisou o secretário de segurança pública e defesa social do Pará, Ualame Machado. 

Comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Dilson Júnior, que também esteve presente na visita, já revela os benefícios do novo espaço. "Devido a tecnologia que ele dispõe, nós estamos monitorando várias frentes de trabalho, várias ações da Polícia Militar e dos órgãos que compõem o sistema, todos dentro de um mesmo centro, a interlocução, a interação entre os órgãos é muito melhor", pontuou.

A Secretaria Extraordinária de Administração Penitenciária (Seap) também integra o Centro. “A missão da Seap, através do nosso Centro Integrado de Monitoramento Eletrônico é criar uma zona de exclusão do percurso que vai da Sé à Basílica e todos os monitorados sobre a nossa jurisdição serão abordados virtualmente ou presencialmente pelas nossas equipes de campo. E conectado também às imagens escolhidas por nós com todo o sistema de Comando e Controle daqui e também do nosso sistema da Seap”, disse Jarbas Vasconcelos, secretário de administração penitenciária. 

O fluxo de romeiros que chegam à Capital também é monitorado com o uso da tecnologia, como explica Marcelo Guedes, diretor-geral do Detran. “Para garantir um Círio tranquilo para a comunidade, nós temos atuado na questão do trânsito e garantindo tranquilidade, ainda nesse cenário de restrições. Então, o Detran tem dado esse suporte no trânsito. E na questão da tecnologia, o Departamento já possui algumas câmeras de radar, de velocidade e também de videomonitoramento que a ideia é unir e integrar as câmeras do Detran com o CICC”, concluiu.

Por Aline Saavedra (Ascom/Segup)

 

Veja Também