SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

Uma operação integrada, com vários órgãos da área de segurança estadual e municipal, ocorrerá nos cinco dias do evento no 'Mangueirinho'

A partir desta quarta-feira (1º), na Arena Guilherme Paraense, o Mangueirinho, o Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), realiza a 24ª Feira Pan-Amazônica do Livro e das Multivozes. Com a programação, que prossegue até o dia 5 de dezembro, a expectativa é de grande circulação no interior e entorno do evento. Para isso, a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) articulou com os demais órgãos do sistema as ações necessárias para manutenção da segurança durante a Feira.

Serão cerca de 100 agentes de segurança por dia no local do evento, em 15 viaturas, de quatro e duas rodas, que vão desenvolver ações para garantir a ordem pública e que nenhuma ocorrência impeça a participação dos visitantes na Feira do Livro. A operação terá uma coordenação colegiada, reunindo os comandantes das instituições envolvidas na operação, com supervisão da Secretaria Adjunta de Gestão Operacional (Sago), vinculada à Segup.

Segundo o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social em exercício, coronel Alexandre Mascarenhas, o trabalho articulado dos órgãos do sistema visa, sobretudo, garantir tranquilidade aos participantes do evento.

“Todo o sistema, como em outros anos, prepara-se para a Feira do Livro, que este ano ocorre na Arena Mangueirinho, que possui capacidade para até 11mil pessoas. Com expectativa de grande público, a Segup articula a operação para dar conta da segurança, do trânsito e da circulação de pessoas e, também, observando as medidas sanitárias”, informou o secretário em exercício.

Plano de ações - Equipes da Polícia Militar e Guarda Municipal de Belém farão o policiamento ostensivo no entorno da Arena, reforçando as ações nas vias principais de acesso ao local do evento e às proximidades, como paradas de ônibus, a fim de coibir a prática criminosa. As equipes de solo contarão com apoio do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), que terá uma aeronave para sobrevoos.

Caso seja necessário, a Polícia Civil, por meio da Diretoria de Polícia Metropolitana, receberá as demandas de polícia judiciária, como flagrantes. Para o atendimento de socorro, serviços de prevenção e de defesa civil, o Corpo de Bombeiros Militar mobilizará equipe de socorristas para qualquer eventualidade que possa ocorrer.

Para coordenar a fluidez do tráfego de automóveis e pessoas, equipes do Departamento de Trânsito (Detran) e da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob), devem dividir-se na principal via de acesso ao evento, a Avenida Augusto Montenegro, e nas imediações.

O videomonitoramento da área adjacente à Arena Mangueirinho será acompanhado pelo Centro Integrado de Operações (Ciop), que contará com uma base no local do evento. Durante os cinco dias de Feira do Livro, uma unidade móvel que com suporte de videomonitoramento reforçará o trabalho policial para identificar qualquer prática delituosa.

Por André Macedo (Ascom/Segup)

 

Veja Também