SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

O Centro Integrado de Operações (CIOp), vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) está recebendo, desde a manhã desta quarta-feira (29), as ligações telefônicas que solicitam o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Desde as primeiras horas de hoje até ao meio dia, 24 chamadas de competência do SAMU já foram atendidas. Entre as causas estão: mal estar, queda, infarto e ocorrência psiquiátrica.

A medida, emergencial e provisória, tem a missão de não deixar a população desassistida nos casos de necessidade de atendimento médico urgente, podendo assim ajudar a salvar vidas, enquanto que a central telefônica do município se encontra inoperante, devido mudança de prédio.

Junto aos profissionais da segurança pública, como policiais militar e civil, além de bombeiros, por exemplo, estarão os profissionais do SAMU, apenas neste dia, auxiliando no despacho de ambulâncias. Na prática, as chamadas de atendimento médico são recebidas, repassadas ao ponto focal da saúde, para que se possa haver o deslocamento do atendimento móvel. 

O secretário de segurança pública e defesa social do Pará, Ualame Machado, reforça que aos que precisarem, não terão o serviço prejudicado pela falta de um número de telefone disponível para acionamento.

“A população que precisar apenas na quarta-feira (29) de atendimento de chamamento de ambulância tradicionalmente feito pelo 192 poderá fazer através do 190 que é o número do Ciop. Tendo em vista que o SAMU está fazendo troca da sua central de atendimento, para que a população de Belém e que toda região metropolitana não fique desassistida neste período de troca da central telefônica, o Ciop está oferecendo o número 190 para que a população possa acionar as ambulâncias. Nós teremos alguns técnicos do SAMU fazendo atendimento dentro da estrutura do Ciop, através do 190”, afirmou.

O CIOp permanecerá atendendo paralelamente os chamados que necessitem de uma ação policial imediata. No Centro, os agentes do sistema de segurança permanecem de prontidão para atender as ligações e acionar as viaturas mais próximas. 

Balanço - Por dia, no mês de julho, o CIOp recebeu em média 3.768 chamadas, somando as que geram ocorrência ou não, de atendimentos policiais de urgência e emergência. O maior volume de atendimento de demandas é referente a ocorrências com animais, atitude suspeita, desordem, poluição sonora/perturbação do sossego, crime ambiental, lesão corporal, retirada de insetos, corte de árvore com risco de queda, ameaça, ocorrência psiquiátrica, entre outras. Já o registro diário de ocorrências, em média, é de 840.

Por Aline Saavedra

 

Veja Também