SEGUP | Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social | www.segup.pa.gov.br

Operação Enem registrou apenas três ocorrências, até então, todas referentes à queda de energia elétrica nas regiões Metropolitana de Belém, Marajó e nordeste

No segundo dia de aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio, apenas três ocorrências foram registradas durante a Operação Enem, coordenada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), até às 16h. As ocorreriam correspondem a três registros de interrupção de energia elétrica nas cidades de Anajás, na região do Marajó, Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém e em Capanema, no nordeste do estado. 

Um estudante apresentou um cartão de crédito para ingressar em uma instituição de ensino localizada na Capital, mas a entrada não foi permitida por não se tratar de um documento oficial de identificação. 

Todas as ações relacionadas à Operação, nos 80 municípios onde há aplicação do Exame e nos 928 locais de provas são monitoradas pelo Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) instalado em Belém. Ele recebe as informações dos centros regionais implantados em Marabá, Capanema, Castanhal, Soure, Breves, Paragominas, Tucuruí, Redenção, São Félix Xingu, Santarém, Itaituba, Abaetetuba e Altamira em tempo real e as encaminha para o centro nacional localizado em Brasília, por meio do Sistema Córtex.

Em Belém, o CICCE funciona no plenário da Secretaria de Segurança Pública do Estado, na rua Arcipreste Manoel Teodoro, 305. Após a finalização da prova haverá a logística reversa com o material do exame até o 8º Depósito de Suprimentos do Exército.

A Operação Enem é coordenada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup) e pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), nas duas fases do certame nacional, dias 17 e 24 de janeiro.

Prevenção e ostensividade - Na segunda fase da operação, a Polícia Militar faz a segurança em escolas estaduais e privadas, na Região Metropolitana e no interior, além de escolas municipais onde não há a presença de agentes de segurança das cidades.  A Guarda Municipal de Belém atua nas escolas municipais da Capital e em algumas escolas particulares. 

Tecnologia - 170 câmeras de monitoramento são utilizadas para acompanhar a movimentação próximo aos principais locais de provas e vias da Região Metropolitana de Belém. 

Integração - As ações envolvem, de forma integrada, representantes de diversas instituições, como Correios, Exército, Polícias Civil e Militar, Grupamento Aéreo e Fluvial da Segup, Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Guardas Municipais, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Equatorial (concessionária de energia elétrica) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), esse último o órgão que realiza o certame.