Tentativa de resgate de presos é frustrada por equipes de segurança

Voltar
A confirmação das mortes foi dada no início da noite desta terça-feira (10) em entrevista coletiva

Agência Pará de Notícias.

No início da tarde desta terça-feira (10), ocorreu uma tentativa de fuga em massa de presos do Centro de Recuperação Penitenciário do Pará III (CRPP III), no Complexo Prisional de Santa Izabel. A ação contou com apoio de um grupo externo fortemente armado. Os presos também tinham armas dentro do presídio. Na tentativa de resgate foram utilizados explosivos contra um dos muros do solário do Pavilhão C.

Até o momento, está confirmada a morte de 20 pessoas, entre presos e integrantes do grupo criminoso de resgate. Um agente penitenciário, Guardiano Santana, de 57 anos, também faleceu, totalizando 21 mortos. “Lamentamos o ocorrido e estamos buscando dar todo suporte necessário para os familiares dos servidores”, destacou o coronel Mauro Matos, superintendente em exercício da Susipe.

A confirmação das mortes foi dada no início da noite desta terça-feira (10) em entrevista coletiva concedida pelo secretário de estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes Rocha, e pelo secretário adjunto de Gestão Operacional da Segup, coronel André Cunha. “A resposta do estado foi muito importante para evitar que uma fuga em massa tivesse sido registrada na tarde de hoje”, comentou o coronel André Cunha.

A ação toda ocorreu no quadrante entre os Pavilhões B e C. Um grupo fortemente armado iniciou o ataque pela parte externa. A ação teve o apoio de homens da parte interna do Complexo e da colônia Agrícola Heleno Fragoso. “As três frentes atacaram com tiros as guaritas de segurança para que os internos pudessem tentar empreender fuga”, explicou o coronel.

Neste momento, ocorreu então intensa troca de tiros entre a equipe que efetuava a tentativa de resgate em apoio externo, parte dos custodiados e a equipe do Batalhão Penitenciário. Além da morte de um agente, outros quatro servidores também ficaram feridos, sendo um em estado grave e que está recebendo atendimento em hospital na Região Metropolitana de Belém.

Durante a tarde e noite desta terça-feira, teve início a operação de rescaldo, para busca e apreensões de armas e identificação das mortes. “A Susipe já instaurou procedimento administrativo para averiguar como os armamentos entraram na unidade. Está sendo feita neste momento a contagem qualitativa e quantitativa para averiguar se ocorreu alguma fuga durante a ação. Também será feita uma revista para verificar se há outras armas dentro da unidade e se ainda há criminosos na parte externa que estejam envolvidos nesta ação”, concluiu o coronel André Cunha.

O delegado Rodrigo Leão, diretor da Seccional de Santa Izabel do Pará, está com equipe policial acompanhando a situação, além de duas equipes da Divisão de Homicídios e uma da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO).

Por Márcio Flexa 


 

 

 

Pro Paz

 

 

Disque Denuncia

 

expresso pará - webmail

 

 

 

 

 

Copyright 2018 SEGUP - Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social

Endereço: Rua Arciprestes Manoel Teodoro, 305 - Batista Campos - Belém PA, CEP: 66023-700

Fone: (91) 3184-2500

E-mail:segup.ascom@gmail.com

Desenvolvimento: PRODEPA  Usando CMS livre - Drupal  Sítio Acessível