PM intensifica operações preventivas nos bairros do Jurunas e 40 Horas

Voltar
Na capital, as ações se concentraram em bairros como Jurunas, Cidade Velha, Cremação e Guamá. Já em Ananindeua e Marituba, nos bairros Distrito Industrial, 40 horas, Icuí-Guajará e distritos como Icoaraci, Mosqueiro e a região das Ilhas.

Agência Pará de Notícias.

Durante a manhã de terça-feira (10), as forças de segurança público do Estado desencadearam operações em áreas específicas de Belém e Ananindeua. Antes mesmo do início das atividades de policiamento e de fiscalização, os órgãos mantiveram reuniões prévias em duas bases operacionais: ao lado do prédio do São José Liberto, na capital; e no estacionamento do ginásio Almir Gabriel, o "Abacatão", em Ananindeua.

No final da manhã, policiais militares do 20º, 1º e 2º Batalhões da Polícia Militar (PM) fizeram o motopatrulhamento na travessa Carlos de Carvalho com rua São Miguel, no bairro do Jurunas, na periferia de Belém, onde prenderam, em flagrante, Breno da Costa Rodrigues, de 25 anos, por conduzir uma motocicleta com a placa clonada (JVY 5331). Breno, segundo a PM, possui passagem pelo Sistema Penitenciário por posse ilegal de arma de fogo e estava sob alvará expedido recentemente. Ele e a moto foram conduzidos à Seccional da Cremação.

De acordo com o capitão Richard, comandante da operação, o veículo teria sido adquirido como sucata em um leilão do Departamento de Trânsito do Estado (Detran), mas remontado e adulterado em seguida para uso. “Essa moto foi retirada como sucata, pegaram uma placa com as mesmas características e ainda adulteraram o chassi”, relatou o capitão.

A ação preventiva é resultado de um trabalho conjunto da PM com agentes do Detran e da Guarda Municipal, que utilizaram carros e motocicletas. Ao todo, cerca de 50 agentes participam das ações durante as operações “2 Rodas” e “Bloqueio”. As forças de segurança estiveram concentradas em pontos estratégicos do Jurunas, a exemplo da avenida Fernando Guilhon com Bernardo Sayão (próximo à feira do Jurunas) e avenida Roberto Camelier, entre Fernando Guilhon e São Miguel.

No balanço preliminar, os agentes do Detran apreenderam sete motos, sendo duas registradas como roubo e as demais por atraso no licenciamento. No caso das roubadas (motos), a PM encaminhou tanto os condutores quanto os veículos à Seccional da Cremação.

Ananindeua

Em Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém (RMB), 120 agentes participaram da operação, reunindo vários órgão de segurança pública, entre eles, o Comando de Missões Especiais (CME), o Batalhão de Choque, a Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam), o Detran, a Cavalaria, a Guarda Municipal e a Secretaria Municipal de Transporte e Trânsito de Ananindeua (Semutran). A concentração das equipes aconteceu às 10h da manhã, no estacionamento do ginásio municipal Almir Gabriel, no bairro Coqueiro.

Durante 12 horas as equipes fizeram ações de saturação, com intensificação do policiamento nos bairros; desenvolveram as operações "Bloqueio" e "Barreira" com blitz, a fim de reter veículos irregulares e comboios, com incursões e o emprego de viaturas da PM.

A operação teve início após as mortes registradas na segunda-feira (9) em bairros de Belém e da RMB. Um comitê gestor foi implantado no Centro Integrado de Operações (Ciop) para traçar e definir metas para a operação, comandada pela Segup. De acordo com informações da secretaria, em Ananindeua, foram oito mortes, sendo quatro no bairro do Distrito Industrial, três no 40 horas e uma no Icuí Guajará.

No município, a operação foi coordenada pelo coronel Marcelo Leão, comandante de Policiamento Regional Metropolitano (CPRM) e pelo coronel Marco Antônio Rocha, chefe do Departamento Geral de Operações da Polícia Militar.

“Inicialmente vamos reforçar a segurança nos bairros do 40 horas, Águas Lindas, Distrito Industrial e Aurá. À noite, vamos fazer uma avaliação dos resultados obtidos durante o dia, para redirecionar os esforços. Dependendo dos resultados, vamos mobilizar as equipes para outros bairros ou mesclando as equipes. A operação não está acontecendo somente por conta das mortes de ontem, mas também por conta da incidência criminal nessa área, constatada a partir de um trabalho técnico de análise criminal e de avaliação operacional já realizado. Estávamos fazendo o acompanhamento desses locais e percebemos a necessidade de fazer o reforço da segurança”, destacou coronel Rocha.

Durante ação de bloqueio e barreira no bairro do 40 horas, um carro foi parado pelas equipes da Polícia Militar por estar com a placa adulterada. Dos quatro passageiros que estavam no veículo, dois já tinham passagem pela polícia. Todos foram encaminhados a Seccional da Cidade Nova para prestar esclarecimentos.

“Eles foram encaminhados a seccional e lá foi feita a averiguação para ver se eles têm alguma pendência com a Justiça. Caso nada seja confirmado, eles serão liberados. Somente pela manhã, cinco veículos foram apreendidos por estar com licenciamento vencido, sem lacre, pneu careca, entre outras infrações. Inicialmente as equipes irão se concentrar na Avenida Independência e, posteriormente, a operação percorrerá outros pontos”, informou o coordenador de operação da Semutran, Fabrício Barros Louro.

(Colaboração de Giullianne Dias - Susipe)

 

 

 

Por Sérgio Chêne 


 

 

 

Pro Paz

 

 

Disque Denuncia

 

expresso pará - webmail

 

 

 

 

 

Copyright 2018 SEGUP - Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social

Endereço: Rua Arciprestes Manoel Teodoro, 305 - Batista Campos - Belém PA, CEP: 66023-700

Fone: (91) 3184-2500

E-mail:segup.ascom@gmail.com

Desenvolvimento: PRODEPA  Usando CMS livre - Drupal  Sítio Acessível