Remo conquista o Banparazão 2018 em clássico de segurança reforçada no Mangueirão

Voltar

Agência Pará de Notícias.

Foram exatos dois meses tentando assistir ao seu primeiro Re x Pa em 2018. Neste domingo, finalmente, a estudante Hendrea Souza convenceu o noivo, Arthur Pantoja, a levá-la ao Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão. E logo numa final. "Só trouxe porque vim no domingo passado e vi algumas mudanças no esquema de segurança", disse Arthur. "Tem mais policiais e a bebedeira em volta do estádio praticamente acabou", afirmou.

As mudanças realmente aconteceram a partir do clássico do último dia primeiro e já surtiram efeito. A chamada “Operação Mangueirão” pôs em prática ações de ordenamento no entorno do estádio, com início a partir das 7h30 e encerramento às 20h. A operação determina a delimitação de espaço para atuação de vendedores ambulantes, proibição de veículos com sons automotivos ao redor do estádio e de barracas irregulares, seis pontos de bloqueio e dois para o ingresso de comerciantes e orientações ao público.

Foi delimitada, ainda, uma área de escape para o trânsito de veículos, caso ocorresse alguma emergência. “A presença de veículos com som automotivo acima do limite provocava a concentração de torcedores consumindo bebidas alcoólicas desde as primeiras horas da tarde, tendo como consequência a perturbação da ordem”, disse o major Lima Neto, da Polícia Militar do Estado.

“Quanto aos ambulantes, decidimos concentrá-los em áreas pré-determinadas para melhor efeito de fiscalização, já que muitos manuseiam objetos cortantes como facas”, disse o major. “Espalhados pelo entorno do estádio, era o mesmo que permitir que esses objetos circulassem também de forma descontrolada”, concluiu Lima Neto.

No jogo deste domingo, 8, a exemplo do domingo passado, os vendedores ambulantes tiveram entrada liberada a partir de 7h30, sendo direcionados a pontos pré-determinados, onde já eram aguardados por agentes da Guarda Municipal, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Da ação deste domingo, participaram ainda agentes do Departamento de Trânsito (Detran), Polícia Civil, Secretaria de Economia do Município de Belém (Secon), Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) e Associação dos Ambulantes Internos e Externos do Mangueirão.

O número de PMs de serviço no estádio, por questões de segurança, não foi revelado, mas a presença ostensiva dentro e fora do estádio surtiu efeito. “Dois rapazes, na faixa de 17 anos, tentaram puxar meu cordão”, disse o auxiliar de serviços gerais João Alberto Silva. “De repente, surgiram três PMs a cavalo e os dois garotos correram”, afirmou João, que se recupera de uma cirurgia na perna direita e anda com auxílio de muletas. “Se não fossem eles, teria perdido meu cordão”, afirmou.

“Várias tentativas de furtos foram coibidas, mas isso não foi o trabalho mais representativo da polícia no Re X Pa de hoje”, disse o comandante do policiamento no Mangueirão, tenente-coronel Antônio Cavalcante. “Num trabalho conjunto com a Polícia Civil, conseguimos deter três pessoas que vendiam ingressos falsos”, revelou o tenente-coronel. Com eles, foram apreendidos cerca de cinco mil ingressos falsificados.

O Jogo

Dentro de campo, o Clube do Remo venceu o Paysandu por 1 x 0 (gol de pênalti, marcado por Isac, ainda no primeiro tempo) e sagrou-se campeão paraense de 2018. Com o título, o Remo interrompeu a sequência de dois anos seguidos de títulos conquistados pelo maior rival.

Pelo oitavo ano seguido, o Governo do Estado garantiu a realização do evento, com R$ 6 milhões em investimentos. Dez times participaram da competição, oito do interior e dois da capital. Assim como no ano passado, o campeonato levou o nome do Banco do Estado do Pará (Banpará), instituição financeira que vem garantindo a realização do evento, com R$ 3.400.800,00 investidos. O apoio foi ratificado por meio da Casa Civil da Governadoria, Banpará, Seel e Rede Cultura.

Pelos direitos de transmissão exclusiva do evento, a TV Cultura do Pará destinou R$ 2.956.800,00. Desse total, 20% foram utilizados para premiar os melhores do campeonato. Cento e quinze municípios assistiram à transmissão dos jogos do Banparazão, alcançando quase seis milhões de paraenses. A novidade este ano foi a transmissão em HD, o que garantiu melhor qualidade de imagem aos milhões de espectadores.

Por Pascoal Gemaque 

 

 

 

Pro Paz

 

 

Disque Denuncia

 

expresso pará - webmail

 

 

 

 

 

Copyright 2018 SEGUP - Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social

Endereço: Rua Arciprestes Manoel Teodoro, 305 - Batista Campos - Belém PA, CEP: 66023-700

Fone: (91) 3184-2500

E-mail:segup.ascom@gmail.com

Desenvolvimento: PRODEPA  Usando CMS livre - Drupal  Sítio Acessível