Parceria entre Susipe e Sejel possibilita novas oportunidades para detentos

Voltar
Além da geração de emprego, o projeto possibilita a reintegração dos detentos na sociedade, a quebra do preconceito e o surgimento de uma nova conduta das demais pessoas

Agência Pará de Notícias

Realizado há pouco mais de um ano, o projeto Perfecta vem transformando a vida de seis internos que cumprem pena no Centro de Progressão Penitenciária do Pará (CPPB), pelo Núcleo Gestor de Monitoração Eletrônica e em prisão domiciliar. O Perfecta é desenvolvido por meio da parceria entre a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe) e a Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer de Belém (Sejel), da Prefeitura Municipal de Belém (PMB).

“Eu morei 15 anos na Europa, nunca tive experiência com serviços de limpeza, então no começo eu ficava com o corpo todo dolorido. Hoje, eu sei que eu tinha que passar por tudo isso. Eu optei por querer mudar”, relatou Roseane Batista que participa do projeto desde a sua criação e hoje cumpre pena no regime domiciliar.

Apesar dos trabalhos serem voltados para os serviços gerais, como a limpeza interna no prédio, oportunidades de crescimento pessoal e amadurecimento profissional sempre são ofertadas aos detentos por meio de parcerias e convênios.

“Aqui eu comecei cuidando da limpeza, mas sempre tive muito conhecimento com vários cursos que fiz antes de ser presa e só aqui eu tive a chance de colocar em prática. Eu agradeço muito a Susipe por este projeto que meu deu essa oportunidade. Eu precisava desta mudança e se não fosse o projeto eu nem estaria mais aqui. Eu não troco nada do que eu vivi antes pelo o que eu tenho hoje”, disse emocionada a interna que atualmente trabalha na sessão de arquivo e catalogação da Sejel.

Além da geração de emprego, o projeto possibilita a reintegração dos detentos na sociedade, a quebra do preconceito e o surgimento de uma nova conduta das demais pessoas com aquelas que estão cumprindo pena por um erro cometido no passado.

De acordo com o secretário de Esporte, Juventude e Lazer do município de Belém, Wilson Neto, a inclusão de egressos do sistema penitenciário é possível e gera valores positivos para a instituição.

“O projeto mostra que políticas públicas coordenadas corretamente podem resgatar pessoas que por algum motivo se envolveram com o crime. Estamos contribuindo para a quebra de um estereótipo. Aqui, a inclusão não acontece apenas da boca para fora e temos o interesse em aumentar o número de vagas para os internos do sistema penal que aqui são tratados como qualquer um funcionário. É uma satisfação institucional e pessoal”, afirmou o secretário.

Apesar dos trabalhos ocorrerem na sede da secretaria, a aproximação com o esporte é constante e durante os eventos esportivos, os detentos sempre estão presentes. “Tem o Brinca Belém, os jogos no ginásio Altino Pimenta e até nos jogos do Ver O Peso eu já fui e faço questão de participar e levar meu filho de seis anos junto comigo”, afirma feliz Roseane.

Para o diretor de Reinserção Social da Susipe, Ivaldo Capeloni, o trabalho é uma oportunidade de mudar vidas. “Além de estarem trabalhando, voltando para a sociedade, por meio do trabalho, eles estão próximos de práticas esportivas e isso colabora para que eles se interessem por hábitos saudáveis e possam levar esse espírito coletivo que o esporte gera para seus familiares e até mesmo para aqueles que ainda estão dentro do cárcere”, apontou.

Por Timoteo Lopes 


 

 

Pro Paz

 

 

Disque Denuncia

 

expresso pará - webmail

 

 

 

 

 

Copyright 2017 SEGUP - Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social

Endereço: Rua Arciprestes Manoel Teodoro, 305 - Batista Campos - Belém PA, CEP: 66023-700

Fone: (91) 3184-2500

E-mail:segup.ascom@gmail.com

Desenvolvimento: PRODEPA  Usando CMS livre - Drupal  Sítio Acessível