Polícia Civil prende um dos envolvidos na morte de empresária em Ananindeua

Voltar
Thiago de Castro Pena foi preso em casa, acusado de conduzir a moto na fuga do assaltante que matou a empresária e feriu o marido dela

Agência Pará de Notícias

Policiais civis prenderam por volta de 3 horas da madrugada desta terça-feira (26) Thiago de Castro Pena, 23 anos, condutor da motocicleta usada para dar fuga aos dois acusados de assaltar e assassinar a empresária Márcia Guimarães Arruda, e ferir a bala o marido dela, o empresário Alberto Arruda Filho. Thiago foi identificado nas imagens da câmera de segurança do posto de combustíveis onde ocorreu o crime, na estrada do Maguari, em Ananindeua (Região Metropolitana de Belém), por volta de 13 h de segunda-feira (25).

A prisão do acusado ocorreu menos de 24 horas após o crime. Thiago foi encontrado em sua casa, no conjunto Cidade Nova 6, em Ananindeua. A moto usada no crime, que pertence ao preso, foi apreendida.

A prisão foi comandada pela equipe da Divisão de Homicídios, sob o comando do delegado Claudio Galeno. Ele informou que cinco pessoas participaram do crime, e que o assalto foi planejado. O grupo, segundo o delegado, contava com informações sobre a rotina do casal. Todos os acusados já estão identificados, mas a polícia prefere manter os nomes em sigilo.

"Dois deles cometeram o assalto, um terceiro foi o piloto da moto, o quarto foi o articulador do crime e o quinto deu apoio logístico, fornecendo duas armas usadas no assalto", detalhou o delegado. Conforme Claudio Galeno, as vítimas foram atingidas por disparos de um revólver calibre 38.

Thiago Pena, que trabalhava como garçom em um restaurante, em Belém, e não tinha passagem pela polícia, foi reconhecido e confessou o crime em depoimento. Ele disse que não sabia do assalto, pois teria sido contratado por R$ 5 mil para entregar uma encomenda.

Detalhes do crime - Conforme relato do delegado Galeno, por volta de 12 h os dois homens envolvidos diretamente no assalto renderam um homem que dirigia o carro de sua propriedade, um Fiat Uno, e o levaram como refém. A vítima estava com o filho de nove anos no carro. Depois, os acusados mandaram o motorista dar voltas em torno do posto de combustíveis, até por volta de 13h30, quando o veículo foi estacionado no local, no momento em que o casal saía de carro do posto.

O delegado apurou que os empresários retiravam na manhã de segunda-feira a arrecadação do final de semana, tanto da venda de combustíveis quanto da loja de conveniência que funciona no local. O dinheiro seria depositado em um banco, na Avenida Gentil Bittencourt, em Belém.

Mas na segunda-feira, o casal só deixou o local por volta de 13h30. Foi quando os acusados saíram de dentro do carro, onde mantinham pai e filho reféns, e atiraram em direção ao carro das vítimas. O delegado suspeita que os assaltantes acreditavam que o empresário estivesse armado, por isso atiraram de imediato no veículo. Um dos acusados pegou o telefone celular e a bolsa da empresária, onde estaria o dinheiro da arrecadação, e depois os dois fugiram na moto.

Durante as investigações, a equipe da Divisão de Homicídios apreendeu na casa de um dos suspeitos uma calça do uniforme de gari da Prefeitura de Ananindeua e o celular da empresária, que foi danificado. Ainda durante as buscas, roupas que teriam sido usadas durante o crime foram apreendidas nas casas de outros suspeitos.

Walrimar Santos
Polícia Civil

Foto:Ascom Polícia Civil 


 

 

 

Pro Paz

 

 

Disque Denuncia

 

expresso pará - webmail

 

 

 

 

 

Copyright 2017 SEGUP - Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social

Endereço: Rua Arciprestes Manoel Teodoro, 305 - Batista Campos - Belém PA, CEP: 66023-700

Fone: (91) 3184-2500

E-mail:segup.ascom@gmail.com

Desenvolvimento: PRODEPA  Usando CMS livre - Drupal  Sítio Acessível