Início » Mais de 2 mil moradores da Cabanagem participam de Ação Cidadã

Mais de 2 mil moradores da Cabanagem participam de Ação Cidadã

Na manhã desta sexta-feira (8), cerca de 2,5 mil moradores do bairro da Cabanagem, em Belém, participaram da segunda ação de prevenção e segurança que garantiu serviços para a comunidade. O evento, promovido pelo Governo do Estado, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (Segup), faz parte das ações de combate à criminalidade, iniciadas desde o dia 2 de janeiro.

Durante a ação, o governador Helder Barbalho falou da importância do bairro da Cabanagem e do quanto o bairro foi esquecido pelo poder público, o que ocasionou a ausência de serviços fundamentais, como saúde e segurança. O governador lembrou ainda que essa é uma das primeiras ações de um conjunto de iniciativas e serviços que o Governo vai desenvolver e ofertar não só na capital, mas também nos demais municípios do Estado.

“Nós não podemos continuar convivendo com um poder paralelo nas comunidades, com o crime estabelecendo regras para as pessoas que vivem nas áreas mais carentes do Estado. Por isso estamos aqui, com a presença da igreja, das lideranças comunitárias, dos vereadores, do vice-prefeito, do poder judiciário e das secretarias de governo, para juntos construirmos esse novo ambiente que vamos trazer para essas áreas. Nós sabemos muito bem que a ausência do governo acaba por permitir que a criminalidade possa ditar as regras, que as pessoas fiquem reféns. Eu não aceito e não permitirei que essa cultura continue imperando em comunidades do estado do Pará”, disse o governador.

O evento, que começou às 8h, proporcionou a população os seguintes serviços: emissão de RGs, atendimento médico e odontológico, escovódromo, atrações culturais, corte de cabelo, informações sobre o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), atendimento jurídico pela Defensoria Pública do Estado, podologia e massoterapia. 

Para a diarista Marinete Oliveira da Silva, a ação veio em boa hora, pois os filhos precisavam de RG, mas ela não tinha tempo e nem dinheiro para emitir o documento. “Eu gostei, pois foi próximo de casa, o que é melhor para nós, fora que trouxe benefícios para várias pessoas que não tem condições de se locomover até a secretaria para tirar a identidade e para aquelas pessoas que precisam de segunda via da certidão, mas não tem como pagar por ela. Isso é ótimo”, disse a diarista.

Durante a ação, que finalizou às 12h, a comunidade pode conhecer, por meio de uma exposição, os equipamentos utilizados pelo Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp); ter orientações da Ouvidoria da Segup sobre como utilizar o serviço; participar de uma exposição do artesanato desenvolvido pela Cooperativa Coostafe, primeira cooperativa do Brasil formada por detentas; e das rodas de conversa com o projeto “Papo di Rocha”, também realizando pelo Sistema Penitenciário do Estado, em que presos do regime semiaberto dialogam com crianças e adolescentes, sobre as consequências de se envolver com o mundo do criminalidade.

Segurança ampliada - O bairro da Cabanagem é um dos locais que recebeu reforço no policiamento desde o início da atual gestão. O objetivo é trabalhar para reduzir os altos índices de criminalidade registrados. “O bairro da Cabanagem é um dos bairros que elegemos como prioritários para atuação da segurança pública e também para a realização de serviços. Desde o dia 2 de janeiro, as ações de policiamento foram intensificadas nesses locais. Queremos trazer tranqüilidade para a comunidade desses bairros, o que inclui a Cabanagem”, declarou Uálame Machado, Secretário de Segurança Pública.

Durante a ação, o juiz da 3ª Vara de Infância e Juventude de Belém, Wanderlei de Oliveira Silva, e representantes do projeto Infância Protegida, instituíram a campanha Maio Laranja, de combate ao abuso e exploração sexual de menor. Na ação foram oferecidas informações sobre prevenção e orientação jurídica.

Entre os órgãos participantes da ação estavam a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Secretaria de Cultura (Secult), Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Centro de Perícias Científicas, Companhia de Habitação do Pará (Cohab), instituições municipais, entre outros.

Por William Serique
Agência Pará de Notícias