Início » Ações de segurança pública do Pará são estudadas por oficiais da PM de São Paulo

Ações de segurança pública do Pará são estudadas por oficiais da PM de São Paulo

Alunos oficiais da Polícia Militar de São Paulo estão em Belém, desde segunda feira (25), para realizar um estudo de “Polícia Comparada”, que tem como objetivo observar, conhecer e entender o funcionamento das políticas de segurança pública no Pará. O Estado foi escolhido devido aos altos índices de redução da criminalidade. A visita ocorre até o próximo sábado (30).

Nesta terça-feira (26), em continuidade às atividades do curso de aperfeiçoamento, os 16 oficiais, sendo 15 capitães e um tenente coronel, fizeram uma visita técnica à Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), onde participaram de palestras sobre o mestrado profissional de Segurança Pública, ministrada pelo professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Edson Ramos; e Organizações Criminosas, conduzida pelo tenente coronel da PM-PA, Carlos Eduardo.

De acordo com o titular da Segup, Ualame Machado, que abriu o encontro, o curso é um ganho para os dois estados, já que ambos estão conhecendo as atividades da Polícia Militar e da segurança pública de modo geral.

“Não só estamos repassando como funciona no Pará, como eles podem dar o feedback de como opera a PM em São Paulo. Temos muitas diferenças, como é o caso do Ciop que aqui é vinculado à Segup e lá é responsabilidade da PM, assim como o Grupamento Aéreo de Segurança Pública, que aqui também é integrado e lá não é. Todo o levantamento pode agregar e gerar novas ideias”, afirmou o titular.
O secretário abordou, ainda, as características e desafios do estado do Pará por suas dimensões e diferentes tipos de região, a estruturação dos órgãos da segurança pública e as medidas adotadas para a redução da criminalidade no Estado.

Representando os alunos oficiais, o tenente coronel Fabiano Serpa, da PM São Paulo, agradeceu a acolhida do Pará e parabenizou pelos resultados alcançados.

“Nossa vista está sendo muito produtiva, estamos fazendo relatórios diários, participando de diversas palestras e extraindo o máximo de conteúdo possível. Agradecemos a abertura de portas para que pudéssemos ter novos aprendizados e desde já parabenizamos vocês, pois temos acompanhado o sucesso operacional, a redução criminal, em particular o número de homicídios, que sem dúvida nenhuma já pode ser um case de estudo para as policias de todo o Brasil”, avaliou Serpa.

As palestras, realizadas no plenário da Segup, trataram ainda sobre programa de pós-graduação em segurança pública da UFPA, que é o primeiro mestrado do país com formação stricto sensu; Organizações Criminosas a nível mundial, nacional e, especificamente, no estado do Pará; além de rotas de tráfico, modus operandis e um breve recorte do sistema penitenciário do Estado.