Bombeiros fazem última vistoria nas arquibancadas do Círio

Voltar

Agência Pará de Notícias.

Foi realizada na manhã desta quinta-feira (5) a última vistoria da equipe técnica do Corpo de Bombeiros nas arquibancadas, palcos, palanques e praticáveis montados ao longo do trajeto das duas principais procissões em homenagem à Virgem de Nazaré – Trasladação e Círio - ao longo da avenida Presidente Vargas. Uma equipe de 25 militares percorreu todas as instalações para garantir o cumprimento de todas as normas de segurança exigidas em eventos desse porte.

O trabalho dos Bombeiros inicia bem antes da abertura da quadra nazarena, ainda no primeiro semestre do ano, quando é feita a vistoria nos prédios situados no percurso das procissões. A partir de agosto é feita a notificação de todos os estabelecimentos, instituições e prédios residenciais que, no ano anterior, solicitaram autorização para a montagem de estruturas nesse período.

A liberação desses equipamentos é condicionada a algumas normas, principalmente em relação às arquibancadas, que devem ter capacidade para duas pessoas por metro linear, largura mínima do degrau de70 centímetros, espaçamento mínimo de 35 centímetros entre um degrau e outro e fechamento do guarda corpo final de 1,80m. Se a estrutura for maior que 2,10m, esse espaçamento deve ter, no máximo, 20 centímetros, aterramento, e saída de emergência.

De acordo com o capitão Raimundo Moura, do Centro de Atividades Técnicas do Corpo de Bombeiros do Pará, é muito importante seguir todos esses requesitos para garantir a integridade física das pessoas. "É uma preocupação a menos para quem quer oferecer aos seus condôminos, colaboradores ou convidados a oportunidade de observar a passagem da imagem de Nossa Senhora de um ponto mais privilegiado, saber que aquela estrutura foi devidamente vistoriada e oferece toda a segurança necessária.”

O capitão explicou também que além dessas vistorias prévias, outros 30 militares do CBM percorrerão toda a extensão das avenidas Nazaré e PresidenteVargas para reconferir as estruturas. "Eles vão passar no trajeto das procissões verificando todas as estruturas que já foram vistoriadas, porque assim, caso alguma delas tenha sido erguida de última hora e de forma clandestina, será notificada e impedidas de receber pessoas.”

Paulo Henrique Lobo, proprietário da empresa Loc Engenharia, responsável pela montagem das arquibancadas localizadas na Praça da República, reconhece a importância de trabalhar com a parceria do Corpo de Bombeiros. "Essa prevenção é muito importante pra gente manter a marca zero de acidente que mantemos há mais de 20 anos. Eles fazem as exigências e nós atendemos, isso garante tranquilidade tanto para o público como pra gente."

O Corpo de Bombeiros ressalta, também, que as pessoas que forem assistir a passagem das procissões de marquises, sacadas e varandas, locais que não foram projetados para suportar muito peso, precisam ficar alertas e respeitar a recomendação de dois indivíduos por metro quadrado.

Por Vivian Rosa Leite 

 

 

Pro Paz

 

 

Disque Denuncia

 

expresso pará - webmail

 

 

 

 

 

Copyright 2017 SEGUP - Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social

Endereço: Rua Arciprestes Manoel Teodoro, 305 - Batista Campos - Belém PA, CEP: 66023-700

Fone: (91) 3184-2500

E-mail:segup.ascom@gmail.com

Desenvolvimento: PRODEPA  Usando CMS livre - Drupal  Sítio Acessível